AveSui2021
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Biocombustivel

Biogás pode substituir 70% do consumo de diesel e eletricidade brasileira

Versão refinada do biogás, o biometano emite 85% menos gases de efeito estufa (GEE) do que o diesel, por exemplo.

Redação com informações BioedieselBR
08-Mar-2021 09:39

Considerado o país com o maior potencial de produção de biogás no mundo, o Brasil hoje tem matéria-prima para suprir 70% do consumo nacional de diesel ou 36% do consumo de eletricidade. Esses novos potenciais foram divulgados durante o V Fórum do Biogás, considerado o maior evento do setor na América Latina, promovido pela Associação Brasileira de Biogás e de Biometano (ABiogás), em São Paulo.

Os novos valores estão descritos na 2ª edição do Programa Nacional do Biogás e do Biometano (PNBB), que foi atualizado após três anos, e apresentado na abertura do evento.

Pegada de carbono

Versão refinada do biogás, o biometano emite 85% menos gases de efeito estufa (GEE) do que o diesel, por exemplo. Isso faz com que esse biocombustível tenha uma das menores pegadas de carbono, entre os combustíveis disponíveis, e seja um produto importante na nova matriz energética sustentável.

Segundo Alessandro Gardemann, presidente da ABiogás, novas fontes de matéria-prima foram consideradas. “Além de preencher o gap de três anos de atualização, incluímos outras fontes que antes não foram consideradas além do diesel, como palha de milho e de soja”, destaca.

Atualmente, o setor sucroenergético é a grande promessa para o biogás, com potencial para gerar 41 bilhões de m³/ano. Em seguida, vem a agroindústria com 38 bilhões e saneamento com 4 bilhões. No total, o Brasil poderia produzir 82 bilhões de m³/ano.

Gás natural, diesel e eletricidade

O setor sucroalcooleiro pode contribuir ainda mais para melhorar a eficiência ambiental da produção agrícola no Brasil, além de colaborar com a redução das emissões de carbono, reduzindo o uso do diesel, produzindo energia limpa e renovável.

“O setor é o que apresenta o maior potencial de aproveitamento de biogás. Em dez municípios do Estado de São Paulo, com maior concentração de resíduos, o potencial de biogás é de mais de 3 bilhões de Nm³ na safra. Se fossem transformados em biometano, isso corresponderia a 65% do consumo de gás natural do Estado ou 32 mil Gwh (Gigawatt-hora), se fossem aproveitados na geração de eletricidade com biogás”, destaca Suani Coelho, professora do Instituto de Energia e Ambiente (IEE) da Universidade de São Paulo (USP).

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade