27-Nov-2017 13:46 - Atualizado em 27/11/2017 14:38
Empresas

Bayer inaugura primeira fazenda do projeto ForwardFarming no Brasil

A Fazenda Nossa Senhora Aparecida (Água Fria de Goiás/GO) é a 8ª ForwardFarming no mundo

,
Oli, e seus filhos Henrique e Kaio Firorese diretores técnicos da fazenda
A Bayer inaugura na quarta-feira (29/11) sua primeira ForwardFarming no Brasil. A fazenda Nossa Senhora Aparecida, localizada a cerca de 150 km de Brasília, e pertencente à família Fiorese, é a segunda participante do projeto na América Latina. A família está na região desde 1995, e hoje produz soja, milho, feijão, trigo e sorgo em seus 2.700 hectares.

O Bayer ForwardFarming é uma iniciativa que promove a sustentabilidade em propriedades agrícolas em todo o mundo. Atuando em parceria com agricultores locais, a empresa fomenta boas práticas no campo para atender a demanda mundial de produzir mais e melhor. "Importante destacar que o projeto entende que a sustentabilidade possui três pilares: econômico, social e ambiental. Com isso, o Bayer ForwardFarming pretende colaborar para que os agricultores em todo o mundo possam produzir mais e melhor, contribuindo para o objetivo comum de alimentar a crescente população mundial, que será de quase 10 bilhões de pessoas em 2050", ressalta Gerhard Bohne, COO interino da divisão Crop Science da Bayer no Brasil.

A implementação da primeira ForwardFarming no Brasil reforça a importância do país como um dos principais produtores agrícolas do mundo e representante estratégico para os negócios da Bayer. Diante desse cenário, a companhia foi em busca de um parceiro comprometido com a promoção de práticas agrícolas sustentáveis, e que tivesse entusiasmo para abraçar novas tecnologias.

,
Treinamento de boas práticas agrícolas para os funcionários da fazenda
"Na fazenda Nossa Senhora Aparecida nós encontramos um ambiente favorável à inovação. A família Fiorese já possui iniciativas de boas práticas no campo e uma mente aberta para buscar novas tecnologias e soluções para melhorar a produtividade. Esta é uma parceria para um projeto de contínuo desenvolvimento do agronegócio", destaca Bohne.

Oli Fiorese, proprietário da fazenda, ressalta que aceitou o desafio de fazer parte da iniciativa, pois se preocupa com o futuro da agricultura e dos negócios de sua família. "Meus filhos foram essenciais para que eu tomasse essa decisão, e estou confiante de que as tecnologias e inovações que estamos trazendo irão nos colocar 10 anos à frente".

Fazenda Nossa Senhora Aparecida

O trabalho começou há 18 anos, com o Oli e sua esposa Edileusa, quando o casal saiu de Campo Mourão (PR) para se aventurar no Cerrado brasileiro. Hoje, além dos 25 funcionários, contam com o apoio dos filhos Kaio, agrônomo, e Henrique, advogado. A família acredita que a chave para o sucesso na agricultura é implementar novas tecnologias e conectar os aspectos sociais e ambientais como forma de mostrar que, com a agricultura moderna, a sustentabilidade é possível.

Quesitos como boas práticas agrícolas, agricultura de precisão, gestão integrada de plantas daninhas, manejo integrado de doenças e pragas, e monitoramento e controle de nematoides estão sendo implantados no local. Além disso, há um trabalho ligado ao estudo e conservação dos polinizadores, em especial as abelhas.

Além da Bayer e da família Fiorese, outros parceiros integram a iniciativa localmente, como a M Prado, Unigeo, HP Agroconsultoria, Consultoria João Dantas, Agroexata, Agro Sistemas, Icrop, Aliança da Terra, Conectere Agro e Allez.

Ascom
Deixe seu Recado