AveSui2021
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Corte orçamentário

Associação de pesquisadores da Embrapa critica bloqueio do orçamento da estatal

Corte foi de R$ 118 milhões, e prejudica operações da estatal

Valor
22-Set-2020 09:42

A Associação Nacional dos Pesquisadores da Embrapa (ANPE) afirmou que a paralisação das atividades de pesquisa da estatal, forçada pelo corte de R$ 118 milhões no orçamento, custará mais caro ao governo do que a sua manutenção. No total, o orçamento inicial da Embrapa para 2020 era de R$ 3,7 bilhões, quase 90% comprometido com salários.

Em “carta aberta à sociedade”, a entidade cobrou a liberação dos recursos para a continuidade dos projetos e disse que a conservação dos bancos de germoplasmas da empresa, de valor “incalculável”, está comprometida com o bloqueio no caixa, o que pode levar a prejuízos “inestimáveis e irrecuperáveis”

“O investimento em ciência e tecnologia deveria ser preservado a todo custo, pois a história mostra que países que investiram em ciência, pesquisa e inovação tiveramuma recuperação mais vigorosa e sustentável em crises passadas”, diz a carta da associação. 

Segundo a ANPE, a manutenção dos bancos de germoplasma e coleções biológicas de espécies vegetais, animais e micro-organismos, que precisam ser mantidos vivos em ambientes controlados ininterruptamente, está ameaçada.

“O valor do banco de germoplasma da Embrapa é incalculável. O princípio da segurança alimentar reside na formação de um banco de germoplasma diverso e em boas condições de uso, mantendo-se assim uma reserva de variabilidade para confrontar, por exemplo, pragas e doenças emergentes”, destaca.

A ANPE diz que a Embrapa lançou 160 tecnologias, cerca de 220 cultivares e adoção de 224 soluções tecnológicas nos últimos anos, com impacto econômico de R$ 46,49 bilhões no setor agropecuário.

AveSui2021_dentro

“A manutenção e liberação orçamentária aprovada para a Embrapa é a única forma de mantermos ativa a carteira de projetos da Embrapa, uma vez que, a paralisação das atividades de pesquisas, desenvolvimento e inovação será mais onerosa ao Estado que sua manutenção”, conclui.