Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Tecnologia

Arábia Saudita constrói usina solar para tirar sal da água do mar

A iniciativa é uma parceria entre o governo do país com a empresa privada Solar Water — sediada em Londres — e tem como objetivo desenvolver uma nova técnica neutra em carbono

Redação com informações de Tecmundo
10-Set-2021 11:27

A Arábia Saudita anunciou a construção da primeira usina de “domo solar” capaz de dessalinizar água. A iniciativa é uma parceria entre o governo do país com a empresa privada Solar Water — sediada em Londres — e tem como objetivo desenvolver uma nova técnica neutra em carbono, livre de produtos químicos poluentes e sem grandes quantidades de eletricidade para transformar a água do mar em água doce potável, em escala de massa e comercial.

A proposta faz parte do projeto “NEOM”, o qual prevê um custo de US$ 500 bilhões para incentivar soluções em busca de um futuro limpo. O acordo foi assinado no final de janeiro de 2020 e a criação da usina — localizada no noroeste do país — já está em fase final, prevista para ser concluída ainda neste ano.

“A planta é essencialmente uma panela de aço enterrada no subsolo, coberta por uma cúpula [de vidro], fazendo com que pareça uma bola”, disse David Reavley, presidente da Solar Water em entrevista à CNN Arabia. Essa instalação tem como base uma tecnologia experimental de energia solar concentrada, composta por refletores heliostáticos (com aparência similar a de painéis), os quais focam a radiação para o interior da base.

Em seguida, o calor armazenado é direcionado para a água do mar dentro da cúpula, fazendo com que o líquido evapore e então condense para se transformar em água para o consumo. O executivo afirma que a construção ecológica traz também como vantagem um relativo baixo valor e de fácil aplicação, o que pode promover seu uso econômico em diversas partes do mundo onde há a escassez de água potável, em especial no Oriente Médio.

Vale lembrar que a água cobre 71% da Terra, mas desse índice apenas 3% é água doce. Tendo em vista a falta do recurso em grandes porções do planeta em que também ocorrem poucas chuvas, encontrar alternativas motivam o esforço no desenvolvimento de novas tecnologias de dessalinização.

Além da Solar Water, outras empresas buscam esse fim, como a Solar Water Solutions e o Climate Fund Manager. Juntos, seus trabalhos já instalaram cerca de 200 unidades de dessalinização neutras em carbono no condado de Kitui (Quênia), com a promessa de fornecer água limpa para 400 mil pessoas até 2023. Outras experiências inovadoras, como nos Emirados Árabes Unidos, utilizaram “drones de chuva” para descarregar eletricidade em nuvens e estimular a precipitação.

Assuntos do Momento

Maior produtor do país na área, RN vai estocar energia eólica
24 de Setembro de 2021
Bioenergia

Maior produtor do país na área, RN vai estocar energia eólica

Empresa EV Brasil assinou protocolo com governo do estado para instalar primeiro projeto do tipo no país, nesta terça-feira (21). Investimento inicial é de R$ 12,5 milhões.

Na ONU, Bolsonaro destaca compromisso com transição energética e matriz brasileira
24 de Setembro de 2021
Compromisso

Na ONU, Bolsonaro destaca compromisso com transição energética e matriz brasileira

Presidente citou compromisso com dois pactos, um para reduzir emissões de carbono e outro para financiar o setor de hidrogênio, e disse que país é destaque na implementação de soluções energéticas sustentáveis

Alta do gás pode abalar transição verde na UE
23 de Setembro de 2021
Meio Ambiente

Alta do gás pode abalar transição verde na UE

Há o temor de que a crise energética tenha impacto sobre a crença no investimento em fontes mais limpas

Água da louça para regar plantação: ciência dá alternativas para agricultura sobreviver com seca e crise hídrica
24 de Setembro de 2021
Alternativa

Água da louça para regar plantação: ciência dá alternativas para agricultura sobreviver com seca e crise hídrica

Bioágua é feita a partir da filtragem das chamadas águas cinzas. Combinação entre diferentes fontes é a solução para pesquisadores, que também apostam no uso da água subterrânea.

BRF conquista certificado de Zero Waste para fábrica de perus na Turquia
24 de Setembro de 2021
Certificado

BRF conquista certificado de Zero Waste para fábrica de perus na Turquia

Documento atesta conformidade da Companhia ao Regulamento turco de Resíduos Zero

Alemanha deve acabar com uso de óleo de palma em biocombustíveis a partir de 2023
24 de Setembro de 2021
Biocombustível

Alemanha deve acabar com uso de óleo de palma em biocombustíveis a partir de 2023

Matéria-prima foi classificada pelo bloco como fator que resulta em desmatamento excessivo e não pode mais ser considerada um combustível renovável para transporte.

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade