AveSui
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Tecnologia

Arábia Saudita constrói usina solar para tirar sal da água do mar

A iniciativa é uma parceria entre o governo do país com a empresa privada Solar Water — sediada em Londres — e tem como objetivo desenvolver uma nova técnica neutra em carbono

Redação com informações de Tecmundo
10-Set-2021 11:27

A Arábia Saudita anunciou a construção da primeira usina de “domo solar” capaz de dessalinizar água. A iniciativa é uma parceria entre o governo do país com a empresa privada Solar Water — sediada em Londres — e tem como objetivo desenvolver uma nova técnica neutra em carbono, livre de produtos químicos poluentes e sem grandes quantidades de eletricidade para transformar a água do mar em água doce potável, em escala de massa e comercial.

A proposta faz parte do projeto “NEOM”, o qual prevê um custo de US$ 500 bilhões para incentivar soluções em busca de um futuro limpo. O acordo foi assinado no final de janeiro de 2020 e a criação da usina — localizada no noroeste do país — já está em fase final, prevista para ser concluída ainda neste ano.

“A planta é essencialmente uma panela de aço enterrada no subsolo, coberta por uma cúpula [de vidro], fazendo com que pareça uma bola”, disse David Reavley, presidente da Solar Water em entrevista à CNN Arabia. Essa instalação tem como base uma tecnologia experimental de energia solar concentrada, composta por refletores heliostáticos (com aparência similar a de painéis), os quais focam a radiação para o interior da base.

Em seguida, o calor armazenado é direcionado para a água do mar dentro da cúpula, fazendo com que o líquido evapore e então condense para se transformar em água para o consumo. O executivo afirma que a construção ecológica traz também como vantagem um relativo baixo valor e de fácil aplicação, o que pode promover seu uso econômico em diversas partes do mundo onde há a escassez de água potável, em especial no Oriente Médio.

Vale lembrar que a água cobre 71% da Terra, mas desse índice apenas 3% é água doce. Tendo em vista a falta do recurso em grandes porções do planeta em que também ocorrem poucas chuvas, encontrar alternativas motivam o esforço no desenvolvimento de novas tecnologias de dessalinização.

Além da Solar Water, outras empresas buscam esse fim, como a Solar Water Solutions e o Climate Fund Manager. Juntos, seus trabalhos já instalaram cerca de 200 unidades de dessalinização neutras em carbono no condado de Kitui (Quênia), com a promessa de fornecer água limpa para 400 mil pessoas até 2023. Outras experiências inovadoras, como nos Emirados Árabes Unidos, utilizaram “drones de chuva” para descarregar eletricidade em nuvens e estimular a precipitação.

Assuntos do Momento

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil
25 de Janeiro de 2022
Fonte Renovável

Fontes solar e eólica terão mais espaço na geração de energia do Brasil

As informações constam na minuta do Plano Decenal de Expansão de Energia (PDE) 2031, que foi colocada em consulta pública nesta segunda-feira (24/01).

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável
26 de Janeiro de 2022
Green Bond

Sicredi faz emissão de Green Bond subordinado de USD 100 mi para financiar projetos de energia renovável

A emissão feita junto ao BID Invest, membro do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), foi no valor de USD 100 milhões

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos
26 de Janeiro de 2022
Transição

Mudanças no processo de geração de energia causam "inflação verde", que pode se estender por anos

Carla Argenta explicou que estamos em meio à transição energética e que processo não é simples

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo
24 de Janeiro de 2022
Tecnologia

Assinantes de energia solar adotam dispositivo de inteligência artificial para evitar desperdício e reduzir consumo

Tecnologia já é utilizada em várias residências e empresas do Interior de SP e ajuda a reduzir em cerca de 15% consumo de eletricidade

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares
27 de Janeiro de 2022
Investimento

Ministro do MCTI conhece projeto de fábrica brasileira de placas solares

Em audiência, representantes de empresa apresentaram projeto de produção de módulos fotovoltaicos no país, que pode contar com apoio do PADIS

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro
24 de Janeiro de 2022
Biometano

UEMS/Mundo Novo tem projeto de R$ 674 mil aprovado no edital MS Carbono Neutro

O projeto, que será coordenado pelo professor Dr. Leandro Fleck, obteve nota final de 9,70 e garantiu a maior pontuação dentre todas as propostas aprovadas, além disso teve o segundo maior recurso financeiro obtido

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade