AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Biodiesel

ANP aprova regulamento de novo modelo para venda de biodiesel

A partir de janeiro de 2022, sistema vai substituir os leilões públicos

Redação com informações de Valor Econômico
29-Out-2021 10:14

A diretoria da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) aprovou, nesta quinta-feira (28/10), a resolução que regulamenta o novo modelo de comercialização de biodiesel. O sistema entrará em operação em 2022 em substituição aos leilões públicos, para atendimento do percentual de mistura obrigatória ao diesel de origem fóssil.

O novo modelo prevê a compra de biodiesel pelas distribuidoras diretamente dos produtores. A meta volumétrica compulsória individual de contratação será de 80% do comercializado no mesmo bimestre do ano anterior.

No caso das distribuidoras, a meta será sobre o volume de biodiesel proporcional às suas vendas de óleo diesel B – já com a mistura de biodiesel, vendido das distribuidoras aos revendedores. Para produtores, a meta é sobre o biodiesel vendido, explicou a ANP.

Segundo a agência, essa métrica de contratação prévia "tem como objetivo gerar a previsibilidade necessária para o abastecimento nacional, enquanto a existência do volume remanescente pretende garantir flexibilidade ao mercado e permitir que os volumes acima da meta mínima possam ser comercializados entre distribuidores e produtores de biodiesel por qualquer outra forma, como mercado à vista, spot, comercialização em bolsa, etc".

A minuta de resolução eliminou a vedação de comercialização de biodiesel entre produtores e abrindo a possibilidade de autorização excepcional, por parte da ANP, para importação de biodiesel em 2022.

Como o formato de comercialização entrará em vigor até 1º de janeiro do ano que vem, o SRD-Biodiesel, novo sistema para envio dos dados, estará disponível para os agentes da cadeia nas próximas semanas, informou a agência.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade