Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Bioenergia

Aneel autoriza complexo fotovoltaico no Piauí

As obras têm previsão de início em outubro de 2022 e a operação em outubro de 2023. O prazo de concessão é de 35 anos

Redação
07-Jun-2021 08:49

A construção do complexo fotovoltaico Marangatu, que irá produzir 360 megawatts (wm) de energia limpa, na cidade de Brasileira no Piauí foi autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no mês de maio. O complexo Marangatu será desenvolvido pelo Grupo Interalli - que já atua nas áreas de infraestrutura portuária, incluindo a operação de grãos e líquidos, realty, energia e agronegócio - em parceria com a Canadian Solar.

Ao todo, o Grupo Interalli está desenvolvendo projetos que somam aproximadamente 1 gigawatts de energia com três novos complexos fotovoltaicos no Piauí. São eles: Marangatu, que acaba de ser autorizado e será construído em área adquirida de 1.500 hectares, aonde serão instaladas 12 usinas cada, Carnaúba composto por 9 parques que formam o complexo - instalado em área de 1.300 hectares - e irão produzir 392 megawatts de energia e o Complexo Fotovoltaico de Brasileira, área de 800 hectares aonde serão construídos 6 parques fotovoltaicos e que irão produzir 232 megawatts de energia.

As obras têm previsão de início em outubro de 2022 e a operação em outubro de 2023. O prazo de concessão é de 35 anos. O Grupo aguarda a emissão das licenças ambientais de instalação para iniciar as obras que serão construídas pela Canadian.

"Os três complexos fotovoltaicos terão capacidade instalada para produção de mais de 1 giga de energia, gerando emprego, renda e desenvolvimento para o estado do Piauí", ressalta o diretor do grupo Interalli, Fabrício Slavieiro Fumagalli. Segundo ele, a escolha do Piauí se deve ao fato que o estado tem se destacado nos últimos anos pela política de atração de investimentos no setor de energia renovável, especialmente de energia solar.

Fabricio ressalta que o mercado de energia solar fotovoltaica é um dos maiores geradores de empregos renováveis nas áreas de instalação, fabricação, vendas e distribuição e desenvolvimento de projetos.

Dados do Brasil - Segundo dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar), em outubro de 2020, o Brasil bateu 7 GW de potência instalada em energia solar, sendo mais de 4 GW correspondentes à porcentagem de 99,9% de toda micro e minigeração distribuída em residências, comércios, indústrias e propriedades rurais. Já na geração centralizada, o Brasil obteve 2,955 GW gerados pela energia solar, sendo 1,6% de toda a matriz energética brasileira. Estima-se que, em 2024, haverá, aproximadamente, 887 mil sistemas de energia solar conectados à rede no território brasileiro.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade