AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Logística

Agronegócio brasileiro superou péssima logística nacional

Portogente
16-Jan-2014 08:56 - Atualizado em 20/04/2016 14:45

Em mensagem de final de ano, o presidente da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja), Glauber Silveira, se mostrou pessimista com a mudança radical nos rumos logísticos nacionais ou na liberação de licenças ambientais. "Acredito que neste próximo ano o governo pouco fará para facilitar nossa vida, já que não acredito muito em mudanças radicais", disse. Para ele, alguns fatores contribuem para esse cenário estático, como o ano eleitoral - "como fazer o que não se fez em três anos em apenas um" - e a copa do mundo.

No balanço do agronegócio de 2013, o executivo afirma que foram atingidos recordes nas safras da soja e do milho e que, apesar das dificuldades de escoamento, também alcançaram recordes de exportação, "afinal a China precisa de soja e melhor ainda abriu seu mercado para o milho brasileiro". Ele debita os problemas do setor à "péssima logística brasileira". E cita os problemas que acompanharam o setor no último ano: alto custo do frete, as legislações severas e que tornam a mão de obra brasileira a menos competitiva do mundo e a logística "que pouco se fez e muito se falou, afinal a BR-163 continua lá a espera de conclusão um dia".

Tudo bem no ano que vem - Se o que disse o ministro da Agricultura, Antônio Andrade, ao presidente da Aprosoja, em reunião no início deste ano, condizer com a realidade, o escoamento da safra agrícola, especialmente a de soja, não sofrerá nenhum problema com a logística e infraestrutura deficientes que assolam o nosso país.

Garantiu Andrade que foram implantadas ações emergenciais nos portos para acelerar a liberação de cargas de caminhões e da fila de navios nos complexos portuários. Como assim, ministro?

Silveira ressaltou a necessidade de aumentar a eficiência no desembaraço alfandegário nos portos.

Assuntos do Momento

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia
30 de Junho de 2022
Energia Limpa

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia

Macaé converte o gás metano, tóxico para a atmosfera, em energia limpa. Inauguração da usina faz parte do Mês do Meio Ambiente

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia
04 de Julho de 2022
Autossuficiência

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia

Geração de energia por esse tipo de recurso, que pode ser obtida por diferentes matérias-primas, conta com financiamento garantido pelo Banco da Amazônia, podendo atender empresas e comunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros
04 de Julho de 2022
Oportunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros

Há chances para estudantes de diversas áreas interessados nos Programas de Estágio ou Jovem Aprendiz da empresa

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis
04 de Julho de 2022
Solar

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis

Facilidades de financiamento a partir de bancos e cooperativas são vantagens estratégicas que ampliam potencial de crescimento

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco
04 de Julho de 2022
Eólica

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco

O novo empreendimento de energia eólica na região de Pernambuco contará com 19 turbinas V150-4,5MW que a Vestas fornecerá e instalará na região

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035
30 de Junho de 2022
Carbono Neutro

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035

A proposta da Comissão Europeia deve contribuir para alcançar os objetivos climáticos do continente, em particular a neutralidade carbônica no horizonte de 2050

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade