AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Entrevista

AGROdestaque entrevista Henrique Vianna de Amorim

Esalq/USP
30-Nov-2012 13:57 - Atualizado em 20/04/2016 14:43

O Projeto AGROdestaque divulga as contribuições que o egresso da Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" (USP/ESALQ) realiza nas Ciências Agrárias, Ambientais e Sociais Aplicadas. Consiste em uma entrevista em formato ping-pong, na qual é possível obter informações sobre o egresso – breve currículo, demandas da área em que atua e opiniões acerca de aspectos relacionados ao mercado profissional. 

Além da publicação nos sites da Escola (www.esalq.usp.br/acom/agrodestaque) e da Associação dos Ex-alunos da ESALQ (ADEALQ) (www.adealq.org.br/), o material é disponibilizado como sugestão de pauta aos veículos de comunicação da USP, de Piracicaba e região, bem como aos profissionais da mídia especializada. Segue entrevista com Henrique Vianna de Amorim, formado em Engenharia Agronômica em 1966.

Atuação profissional

Após formar-se, desenvolveu o mestrado em botânica na Ohio State University e doutorado na ESALQ. Foi professor da Escola de 1970 a 2001. Trabalhou com qualidade do café e fermentação alcoólica. Em 1980, fundou a Fermentec, da qual hoje é presidente. Organizou e publicou o livro "Fermentação Alcoólica: Ciência e Tecnologia", lançado em 2005. Continuou a ministrar aulas e realizar pesquisas na ESALQ até sua aposentadoria, em 2001.

Qual o papel da Fermentec no mercado?

A Fermentec é uma empresa que transfere tecnologia, realiza pesquisas e treina pessoas em produção de etanol e açúcar, setor abriga, atualmente, mais de um milhão de empregos. A área de bicombustíveis, energia e alimentos vem sendo muito importante no País por contribuir para a entrada de divisas.

Quais os principais desafios deste setor?

O principal desafio é adaptar toda a produção sucroalcooleira ao advento da cana crua e colheita mecanizada. Além disso, é preciso convencer o governo a fazer um programa para incluir o etanol e o bagaço na matriz energética.

Que tipo de profissional este mercado espera?

Falta profissional neste mercado, em todos os níveis, embora o setor mais carente seja o de gestão.

Assuntos do Momento

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia
30 de Junho de 2022
Energia Limpa

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia

Macaé converte o gás metano, tóxico para a atmosfera, em energia limpa. Inauguração da usina faz parte do Mês do Meio Ambiente

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia
04 de Julho de 2022
Autossuficiência

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia

Geração de energia por esse tipo de recurso, que pode ser obtida por diferentes matérias-primas, conta com financiamento garantido pelo Banco da Amazônia, podendo atender empresas e comunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros
04 de Julho de 2022
Oportunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros

Há chances para estudantes de diversas áreas interessados nos Programas de Estágio ou Jovem Aprendiz da empresa

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis
04 de Julho de 2022
Solar

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis

Facilidades de financiamento a partir de bancos e cooperativas são vantagens estratégicas que ampliam potencial de crescimento

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco
04 de Julho de 2022
Eólica

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco

O novo empreendimento de energia eólica na região de Pernambuco contará com 19 turbinas V150-4,5MW que a Vestas fornecerá e instalará na região

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035
30 de Junho de 2022
Carbono Neutro

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035

A proposta da Comissão Europeia deve contribuir para alcançar os objetivos climáticos do continente, em particular a neutralidade carbônica no horizonte de 2050

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade