AveSui2021
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Eólica

Aeris está no caminho certo de expansão, com longo prazo apoiado pela onda verde

Aeris só tem a ganhar à medida que a energia eólica continue ganhando relevância na matriz energética global

Money Times
11-Fev-2021 11:20

Apesar dos números do quarto trimestre terem ficado abaixo das expectativas do mercado, a Aeris (AERI3) traz consigo excelente oportunidade de ganho no longo prazo diante guinada verde global por investimentos sustentáveis, que se desenha no horizonte de empresas ligadas à fontes de energias renováveis e com atributos ESG (Environmental, Social and Governance, na sigla em inglês).

A chegada do democrata Joe Biden à Casa Branca marca uma importante mudança na política ambiental mundial, já que o novo presidente dos Estados Unidos é uma grande defensor da agenda verde, do combate às mudanças climáticas e da redução ao uso de combustíveis fósseis.

A companhia registrou queda de 61% no lucro líquido no último trimestre de 2020 ante o mesmo período de 2019, para R$ 15,6 milhões. Em contrapartida, a receita operacional líquida disparou 166%, chegando a R$ 749 milhões.

Se por um lado, a XP Investimentos reforça que o lucro da Aeris veio 33% abaixo das estimativas, a corretora reforça sua posição no mercado de energia eólica, à medida que o segmento continue ganhando relevância na matriz energética global, reiterando recomendação de compra e preço alvo de R$ 15 por ação da Aeris.

“Com promissora indicação de demanda futura, a produtora de pás eólicas apresenta uma perspectiva positiva de crescimento de receita para 2021, conforme novas linhas de produção são implementadas e as atuais ainda não maduras se tornem mais eficientes”, comentam os analistas Lucas Laghi e Pedro Bruno, que assinam o relatório da XP.

O BTG Pactual (BPAC11) também destaca pesos que pressionaram o balanço corporativo da Aeris no final do ano passado.

Segundo o banco, um mix pior devido à introdução de novas linhas de produção e a descontinuidade de cinco (já maduras); e o custo do IPO, impactaram o resultado operacional.

“Foi um ano desafiador em razão da pandemia de Covid-19, mas conseguimos encontrar boas oportunidades para a Aeris. E seguimos muito entusiasmados com toda a perspectiva favorável para o setor de energias renováveis, em especial, a energia eólica, segmento em que estamos inseridos”, afirmou Alexandre Negrão, CEO da Aeris Energy, na divulgação de resultado.

Na avaliação da equipe de research do BTG, o plano de expansão da capacidade produtiva da Aeris segue 100% em andamento, de forma a honrar os contratos já firmados com os principais clientes globais nos próximos anos.

O BTG recomenda a compra dos papéis da Aeris, com preço-alvo de R$ 12 por ação até o final de 2021.

Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade