AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Biocombustível

A hora das energias alternativas renováveis

Diário de Cuiabá
12-Ago-2011 08:57 - Atualizado em 20/04/2016 14:41

A preocupação com a sustentabilidade do planeta ganhou dimensão a partir do debate sobre o aquecimento global e o tema passou a ocupar manchetes, e maior espaço na agenda dos governantes. O cuidado com o meio ambiente no planejamento, na construção e na operação de empreendimentos para geração de eletricidade tornou-se prioritário e o conceito de desenvolvimento ficou mais complexo.

Nesse contexto, o exemplo brasileiro salta aos olhos. O País é um dos que levam adiante um plano, com metas de crescimento superiores às encontradas mundialmente, e que valoriza as fontes renováveis de energia elétrica e a desoneração desse segmento de negócio. Um exemplo concreto foi o incentivo governamental no Estado de São Paulo ao incremento da geração renovável pela redução do ICMS na aquisição de equipamentos destinados à cogeração de eletricidade pelas usinas autoprodutoras. Essa medida, individualmente, reduzirá em 7% a 8% os custos desse processo.

O recente acidente nuclear na usina atômica japonesa de Fukushima, que levou a Alemanha, quarta potência industrial do mundo, a brecar todos os seus projetos nucleares para gerar energia elétrica, fortaleceu ainda mais a busca por utilização de eletricidade proveniente de fontes renováveis, consolidando esse mercado.

A eletricidade vinda da biomassa, dos ventos e das pequenas centrais hidrelétricas com baixo e controlado impacto ambiental, terão, nos próximos anos, uma contribuição multiplicada no cenário energético brasileiro. De acordo com o Plano Decenal de Expansão de Energia - PDE 2011 - 2020, colocado em consulta pública pela EPE, haverá um aumento de 56% na oferta de energia elétrica até 2020. Dos 110.000 MW hoje instalados no sistema, o Brasil alcançará, em 2020, uma capacidade instalada de 171.900 MW. Serão destinados, a essa expansão, recursos que atingem R$ 1 trilhão.

A contribuição das fontes alternativas crescerá bem acima da participação das outras fontes. Enquanto a capacidade instalada total brasileira crescerá 48% nesta década, a energia elétrica gerada pelos parques eólicos irá alcançar mais de 13 mil MW de potência instalada. As pequenas centrais hidrelétricas e a geração por biomassa aumentarão a capacidade instada em 74% e 58% respectivamente, fazendo com que as fontes alternativas renováveis, na média, cresçam 98% no período.

A presença das fontes hidrelétricas na matriz energética brasileira recuará e a das fontes alternativas renováveis saltará de 8% para 16% nesta década. Vale salientar, que a matriz eólica, em especial, será responsável por 7% de toda a energia elétrica gerada no Brasil nos próximos anos, ante 1% atualmente. A participação da biomassa na geração vai atingir 13.000 MW médios, suficientes para abastecer 20 milhões de brasileiros, o que equivale a três usinas do porte de Belo Monte.

A opção por fontes mais sustentáveis, que agridam menos o ambiente e estejam alinhadas com uma economia de baixo carbono, é definitiva. Grandes empresas brasileiras de energia estão deslocando seus investimentos para novas fontes de eletricidade e, nesse cenário, a CPFL Energia saiu na frente ao anunciar a fusão com a Ersa, criando a CPFL Renováveis, cujo portfólio de projetos se transformará em PCHs, parques eólicos e termelétricas movidas a bagaço de cana-de-açúcar.

A atitude reativa, que predominou até aqui, no campo do desenvolvimento sustentável cede lugar à confiança nas soluções alternativas. O Brasil responde ao novo quadro com uma proposta moderna, que alia desenvolvimento à qualidade de vida, ao conforto, à segurança e ao bem-estar de seus quase 200 milhões de habitantes.

*MIGUEL NORMANDO ABDALLA SAAD é formado em Engenharia Civil pela Escola de Engenharia de São Carlos (USP) e é copresidente da CPFL Renováveis

Assuntos do Momento

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia
30 de Junho de 2022
Energia Limpa

Usina de biogás em Macaé transforma lixo em energia

Macaé converte o gás metano, tóxico para a atmosfera, em energia limpa. Inauguração da usina faz parte do Mês do Meio Ambiente

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia
04 de Julho de 2022
Autossuficiência

Biogás pode ser a solução energética limpa e adequada para a Amazônia

Geração de energia por esse tipo de recurso, que pode ser obtida por diferentes matérias-primas, conta com financiamento garantido pelo Banco da Amazônia, podendo atender empresas e comunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros
04 de Julho de 2022
Oportunidades

Bunge Bioenergia abre processo seletivo em cinco estados brasileiros

Há chances para estudantes de diversas áreas interessados nos Programas de Estágio ou Jovem Aprendiz da empresa

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis
04 de Julho de 2022
Solar

Energia solar é um dos mercados mais promissores entre as energias renováveis

Facilidades de financiamento a partir de bancos e cooperativas são vantagens estratégicas que ampliam potencial de crescimento

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco
04 de Julho de 2022
Eólica

Vestas fornecerá turbinas eólicas para novo parque eólico em Pernambuco

O novo empreendimento de energia eólica na região de Pernambuco contará com 19 turbinas V150-4,5MW que a Vestas fornecerá e instalará na região

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035
30 de Junho de 2022
Carbono Neutro

Países da União Europeia concordam em encerrar venda de novos carros a combustão até 2035

A proposta da Comissão Europeia deve contribuir para alcançar os objetivos climáticos do continente, em particular a neutralidade carbônica no horizonte de 2050

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade