Guia Gessulli
AveSui Biocombustível Bioenergia Biomassa América Latina Comentário B&B Economia Empresas Exportação Eventos e Cursos Geral Insumos Meio Ambiente Pesquisa e Desenvolvimento Sustentabilidade Tecnologia Revista Todos os Vídeos TV Gessulli no YouTube Edições Revista Digital Anuncie
Comentário

A crise hídrica e a urgência por novas soluções energéticas

A abundância da luz e do calor do Sol surge como uma alternativa importante a ser considerada para alcançarmos a segurança energética necessária ao País

Vinicius Marchese

Engenheiro e presidente do Crea SP

25-Nov-2021 08:38

Das residências às indústrias, passando pelo comércio e pelos serviços essenciais, todo o País é dependente do sistema de energia hidráulica, que atende à maior parte da demanda brasileira. Em agosto, a energia produzida por hidrelétricas respondeu por 50% de todo o nosso abastecimento. Contudo, o sinal de alerta está aceso. Os reservatórios de hidrelétricas do Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por mais da metade do potencial de geração de energia do Brasil, registraram o mais baixo armazenamento médio de água para esta época desde 2000, quando teve início a série histórica do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Devido à escassez de chuvas, experimentamos a maior crise hídrica dos últimos 91 anos. Para mitigar os efeitos da seca, o governo federal tomou algumas medidas, como a criação da bandeira de "escassez hídrica", que adiciona R? 14,20 às faturas para cada 100 kW/h consumidos. Assim, tenta equacionar o custo do acionamento das usinas termelétricas, que são mais caras e poluentes. Com a diminuição da participação das hidrelétricas no fornecimento de energia, o objetivo é economizar a água dos reservatórios para diminuir o risco de futuros apagões ou de um novo racionamento.

Agora, a Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA) instituiu um Plano de Contingência para a recuperação de reservatórios do Sistema Interligado Nacional (SIN), com a indicação das condições e diretrizes adicionais de operação para os principais reservatórios de regularização a serem adotadas no período úmido, de dezembro de 2021 a abril de 2022. A expectativa é promover o reenchimento dos reservatórios para garantir segurança hídrica.

Os reflexos do pior período de seca em quase um século ameaçam o crescimento econômico do País, segundo a pesquisa "Indicador de Atividade da Micro e Pequena Indústria", realizada pelo Datafolha. Além de ameaçar os negócios das indústrias, há preocupação com desabastecimento em diversos setores. Caso da produção de alimentos, uma vez que as regiões produtoras sentem os efeitos da seca nas lavouras e criações, com expectativa de diminuição de colheita, prejuízo no desenvolvimento dos frutos e qualidade das pastagens.

No centro das causas para a falta histórica de chuvas está a emergência climática, cujo impacto é sentido em ritmo cada vez mais acelerado. Por isso, é urgente que o Brasil encontre formas de romper com a sua dependência hídrica para geração de energia. Com o agravamento da situação nos reservatórios de hidrelétricas, houve recorde de geração de energia térmica, solar e eólica. Mas, os números ainda são insuficientes. Em agosto, o Brasil gerou 16,8% de energia eólica e somente 1,3% de energia solar.

A abundância da luz e do calor do Sol surge como uma alternativa importante a ser considerada para alcançarmos a segurança energética necessária ao País. Recebemos radiação solar em quantidade muito maior do que qualquer outra fonte de energia disponível atualmente. A energia fotovoltaica precisa receber um olhar atento do poder público para que haja a elaboração efetiva de políticas públicas baseadas na utilização desse sistema, visando o desenvolvimento econômico e social. Além disso, essas políticas podem colaborar para a redução das emissões de gases de efeito estufa e de adaptação às adversidades das mudanças climáticas.

Para incentivar as fontes renováveis com regras ambientais e técnicas mais flexíveis e adequadas ao custo do empreendimento, há que ser feito um planejamento criterioso de expansão da rede elétrica para a conexão segura de usinas fotovoltaicas ao SIN. Entre as soluções para geração de energia intermitente, caso da energia solar, está a hibridização das hidrelétricas com implantação de sistema solar flutuante sobre os reservatórios. Assim será possível otimizar os recursos materiais e naturais para benefício de toda a sociedade. E só chegaremos neste patamar com a normatização de parâmetros regulatórios e comerciais para geração, transmissão e distribuição para os sistemas híbridos.

A matriz energética dependente do potencial hidrelétrico não atende mais a nossa demanda por energia. Já sentimos as consequências da dependência hídrica, com aumento de tarifas, escassez e risco de apagões. Chegou a hora de implementar mudanças no planejamento elétrico futuro para enfrentar a ameaça que paira sobre todo o País.

Assuntos do Momento

Empresa de alimentos investe R$ 150 milhões em usina de geração de energia com biomassa
01 de Dezembro de 2021
Debêntures verdes

Empresa de alimentos investe R$ 150 milhões em usina de geração de energia com biomassa

Unidade vai gerar energia térmica a partir da palha do arroz; empresa criou uma nova subsidiária, a Camil Energia Renovável

Mercado de startups no Brasil cresce quase 30% no setor de energia
03 de Dezembro de 2021
Expansão

Mercado de startups no Brasil cresce quase 30% no setor de energia

Amazonas, Ceará, Distrito Federal, São Paulo e Santa Catarina são os Estados com mais startups voltadas ao setor de energia no país

ABiogás anuncia certificado de biometano e destaca a inauguração de 45 novas usinas em 2021
29 de Novembro de 2021
Descarbonizar

ABiogás anuncia certificado de biometano e destaca a inauguração de 45 novas usinas em 2021

Outro destaque foi a apresentação do Fundo Garantidor do Biogás, primeiro fundo com foco ambiental no Brasil, lançado em setembro pelo The Lab junto com a ABiogás

Relator propõe repasse de 80% dos Créditos de Descarbonização a produtor de biomassa
02 de Dezembro de 2021
Reivindicação

Relator propõe repasse de 80% dos Créditos de Descarbonização a produtor de biomassa

Deputado José Mário Schreiner (DEM-GO) também propõe que produtores rurais tenham o mesmo regime tributário dos produtores de biocombustível

Estudo da CCEE revela que estado de São Paulo tem mais de 17,5 mil unidades consumidoras que já poderiam migrar para o mercado livre de energia
30 de Novembro de 2021
Energia Renovável

Estudo da CCEE revela que estado de São Paulo tem mais de 17,5 mil unidades consumidoras que já poderiam migrar para o mercado livre de energia

São empresas de grande e médio porte como indústrias e shoppings que ainda são abastecidas pelo mercado regulado e que hoje possuem, sozinhas ou em comunhão, carga superior a 500 kW

Disponible en español Disponible en español
Energias renováveis batem recorde mundial, mas ainda não são suficientes
01 de Dezembro de 2021
Carbono Neutro

Energias renováveis batem recorde mundial, mas ainda não são suficientes

Um estudo divulgado pela Agência Internacional de Energia indica que, apesar do recorde batido, o ritmo ainda é insuficiente para colocar o planeta no caminho da neutralidade de carbono

Mais assuntos do momento
Utilizamos cookies para que você tenha a melhor experiência de navegação, para medir o tráfego, e para fins de marketing. Para mais informações, por favor visite nossa política de privacidade. Política de Privacidade